Continental Tagline
Suggestions
H1
© Continental AG

Números do primeiro semestre: a Continental continua a crescer

​​​​​​​

  • Aumento orgânico do volume de vendas de 5,4% para 22,4 mil milhões de euros após seis meses
  • Entrada de encomendas continua a atingir nível recorde: Automotive com mais de 20 mil milhões de euros, negócio com eletromobilidade regista entradas de mais de mil milhões de euros
  • EBIT ajustado a 2,2 mil milhões de euros, margem de EBIT ajustado: 10%
  • O resultado líquido aumenta 4,3% para aproximadamente 1,6 mil milhões de euros

Hannover, 2 de agosto de 2018. 

A empresa tecnológica Continental divulgou em Hannover os resultados do primeiro semestre de 2018. Assim, a empresa representada no Dax conseguiu aumentar o seu ritmo de crescimento no segundo trimestre de 2018 e crescer mais rapidamente do que os seus mercados relevantes. Após seis meses, o aumento orgânico do volume de vendas ascende a 5,4%. Para tal contribuíram todas as cinco divisões. Durante o mesmo período, o negócio automóvel aumentou organicamente 6,6%. Assim, cresceu quase 5 pontos percentuais mais rapidamente do que a produção mundial de veículos ligeiros de passageiros e de veículos comerciais ligeiros, que conquistaram cerca de 2%. Para o ano fiscal em curso, a empresa conta com um aumento da produção mundial de veículos ligeiros de passageiros e de veículos comerciais ligeiros superior a 1%.

No primeiro semestre, a Continental aumentou o seu volume de vendas para 22,4 mil milhões de euros. O resultado operacional ajustado ascende a 2,2 mil milhões de euros. Isto corresponde a uma margem EBIT ajustada de 10%.

"A nossa força tecnológica assegura um crescimento rápido e sustentável, e disponibiliza uma mobilidade segura, confortável e inteligente em todo o mundo. Abre caminhos para a mobilidade do futuro e para o nosso sucesso a longo prazo num ambiente marcado pela mudança e por incertezas", afirmou o Presidente do Conselho Administrativo da Continental, o Dr. Elmar Degenhart, na quinta-feira, por ocasião da apresentação dos resultados financeiros do primeiro semestre de 2018.

Acrescentou ainda: "o nosso crescimento sustentável no segundo trimestre é mais uma demonstração da nossa força. Além disso, a elevada entrada de encomendas na área da eletromobilidade é muito satisfatória. Este crescimento comprova a sustentabilidade da nossa gama de produtos". Assim, o valor da entrada de encomendas para produtos e sistemas para veículos híbridos e elétricos situou-se acima dos mil milhões de euros no primeiro semestre. Com mais de 20 mil milhões de euros, a entrada de encomendas em todo o negócio automóvel manteve-se a um nível recorde após seis meses.

Especialmente no negócio dos motores, o aumento do volume de vendas cresceu no segundo trimestre. "A nossa futura estrutura está a preparar o caminho para que não só a Powertrain, mas todas as divisões consigam desenvolver-se ainda mais rápido do que os mercados relevantes no que toca aos seus valores e criação de valor", afirma Degenhart relativamente à reconfiguração da empresa recentemente apresentada.

Degenhart também se mostrou satisfeito com o resultado do trimestre da divisão Pneus que, nos primeiros três meses, havia sido afetada pelos efeitos das taxas de câmbio. Assim, o resultado operacional ajustado aumentou no segundo trimestre para 17,8%, ultrapassando os 15,2% do primeiro trimestre. "O nosso setor de pneus voltou a crescer no segundo trimestre e mantém a sua posição rentável no mercado mundial", resumiu Degenhart, relativamente ao desenvolvimento positivo.

Crescimento sólido em todas as divisões, investimentos ainda mais elevados na mobilidade de amanhã

"Como era esperado, todas as cinco divisões apresentaram um bom crescimento orgânico. Perante este contexto, estamos satisfeitos com o desenvolvimento do volume de vendas do primeiro semestre", afirma o Diretor Financeiro Wolfgang Schäfer, avaliando o semestre passado. Em relação ao desenvolvimento dos resultados, acrescenta ainda: "a indústria está em plena revolução tecnológica. Falamos de automatização, ligação em rede e eletrificação. O nosso desenvolvimento de resultados reflete os grandes investimentos no desenvolvimento destas tecnologias do futuro. A este respeito, surgem os custos iniciais que resultam da crescente entrada de encomendas nos últimos anos". No primeiro semestre, a empresa tecnológica aplicou 2,9 mil milhões de euros em investimentos, bem como na investigação e desenvolvimento. Segundo Schäfer, há muito poucas empresas a nível mundial que promovam assim os desenvolvimentos na área da mobilidade.  

Relativamente ao progresso do restante ano fiscal, Schäfer relembra que, habitualmente, o terceiro trimestre é afetado por fatores sazonais: "é durante o terceiro trimestre que os fabricantes de automóveis se encontram de férias. Além disso, prevê-se que o próximo trimestre será negativamente influenciado pelo ciclo de ensaios WLTP que entrará em vigor a 1 de setembro". No entanto, considerando a situação atual, a Continental aguarda um trimestre forte no final do ano e confirma, perante este contexto, a sua previsão para o ano fiscal.

Números do grupo Continental © Continental AG

Após os primeiros seis meses, o resultado financeiro atribuível aos acionistas aumentou 4,3% para cerca de 1,6 mil milhões de euros comparativamente aos 1,5 mil milhões de euros do mesmo período do ano anterior.

O Free Cashflow atingido no primeiro semestre de 2018 situou-se nos 122 mil milhões de euros, após os 292 milhões de euros do período homólogo do ano anterior. O motivo para tal foi fundamentalmente a expansão do Working Capital como consequência do sólido crescimento. O Free Cashflow antes das aquisições situou-se nos 296 milhões de euros após seis meses.

O Automotive Group conseguiu aumentar de forma orgânica o seu volume de vendas em 2,8% no semestre decorrido. Organicamente, o aumento foi de 6,6%. Nesse período de tempo, o volume de vendas totalizou 13,8 mil milhões de euros. A margem operacional ajustada situou-se nos 8,1%.

O Rubber Group atingiu, nos primeiros seis meses, 8,6 mil milhões de euros, o que correspondeu a uma ligeira descida do volume de vendas relativamente ao período correspondente do ano anterior. No entanto, no primeiro semestre de 2018, o crescimento orgânico situou-se nos 3,6%.

Relatório por segmentos da Continental (1 de janeiro – 30 de junho de 2018) © Continental AG

No primeiro semestre, a Continental investiu 1,2 mil milhões de euros em equipamentos e software. Consequentemente, o rácio de investimento situou-se em 5,2% (ano anterior: 5,3%). A empresa tecnológica aplicou 1,7 mil milhões de euros líquidos na área de investigação e desenvolvimento. Isto corresponde a uma quota de 7,7% relativamente ao volume de vendas da empresa. No período comparável do ano anterior, este valor correspondeu a 7,2%.

No dia 30 de junho de 2018, a dívida líquida totalizou quase 2,9 mil milhões de euros. Isto corresponde a uma subida de 811 milhões de euros, em comparação com o final de 2017. A subida da dívida líquida no período do relatório deve-se, fundamentalmente, à saída de dividendos para o ano fiscal decorrido no valor de 900 milhões de euros.

O Gearing Ratio, o indicador de endividamento, aumentou de acordo com os 12,6%, registados no final de 2017, para 16,8% na data do relatório. A reserva de liquidez, da qual a Continental dispõe, correspondeu à data de referência do período do relatório a 5,8 mil milhões de euros.

No final do primeiro semestre de 2018, a Continental contava com mais de 243 000 colaboradores. Isto significa cerca de 8000 novos colaboradores comparando com o final do ano. Quase dois terços do aumento devem-se ao reforço da equipa global de investigação e de desenvolvimento e ao aumento dos volumes de produção do Automotive Group. Cerca de um terço do aumento do número de colaboradores é atribuível ao Grupo de Pneus. Estes colaboradores são sobretudo úteis para a produção alargada e área comercial crescente.


Contactar

Henry Schniewind

Henry Schniewind Porta-voz de Economia & Finanças da Continental AG Telefone: +49 511 938-1278 Telemóvel: +49 (0) 151 688 64 262 E-mail:

Vincent Charles

Vincent Charles Chefe de Relações com a mídia Telefone: +49 511 938-1364 Telemóvel: +49 173 314 50 96 E-mail: